Facebook Era uma Casa Instagram Era Uma Casa

21

ago
2014

O Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda.

Sabe aquela foto revelada há vinte anos atrás que você olha e  ainda assim  se identifica com o ambiente e com o  estilo dos móveis? Esta sensação acontece tanto no mundo da moda quanto no mundo da decoração,uma característica particular do estilo clássico. Esta  atemporalidade sempre foi a proposta da Era uma Casa que usa e abusa da sobriedade e elegância,  ítens que nunca saem de moda.

Toques de modernidade pontuados em alguns adornos ou móveis, como por exemplo, na poltrona de amamentar, na cama da babá, no lustre,  conferem personalidade e graça ao quarto do bebê. Particularmente, acho que estes elementos modernos devem estar presente no ambiente sem sombra de dúvidas.

O quarto decorado apenas com elementos clássicos  pode parecer  muito pesado e austero, nada parecido com um mundinho de bebê! A dica de ouro é que estes objetos com linhas modernas apareçam  apenas em detalhes  e com critério! Por isto sempre insisto na contratação de um bom profissional de decoração ou arquitetura de interiores, que com estudo e experiência garantirá que o quarto do seu pequeno fique como fora idealizado !

As cores neutras também são muito usadas nos ambientes clássicos , bege, crú, branco , off white, são geralmente as cores eleitas mas as mamães antenadas têm brincado com o azul marinho, verde Tiffani, cinza e criado cenários de sonhos!!

Abaixo algumas fotos inspiradoras de móveis, adornos e lustres e algumas novidades da Era uma casa para você se encantar!

 

052014 bc hp slide3 O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. rhbc prod389119 O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda.

blog da mariah publipost era uma casa moveis decoracao 1 O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda.

fall12 182 emelia panel nurs O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. mobile passarinho O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. oval O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. parede manchada O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda.   s14 050 adele nursery O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. s14 210 emelia canopy O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. zambelli O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. oval 2 comodas O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. DSC39225 O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda. MG 5749 O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda.

 

 

320562 306803472667894 181453945 n O  Estilo Clássico que Nunca Sai de Moda.

 

 

 

 

 

 

Ondulado Deixe seu comentário

25

jun
2014

Dossel para Berço

Postado por: Michele

Dossel para Berço

Algumas pessoas o chamam de cortinado, outras o chamam de dossel para berço. Confeccionados em tecidos fluidos ou armados o dossel , confere ao ambiente um efeito único e especial!

Quando confeccionados em tecidos leves como por exemplo a seda, o voil e a renda, o dossel cria no ambiente uma atmosfera elegante e suave.

Já em tecidos como o cetim armado, chantung ou organza , o dossel passa a ser um elemento imponente e suntuoso remetendo à cenários principescos! Basta escolher o que mais lhe agrada, ambas opções quando usadas com critério, ficam interessantes e enriquecem muito o projeto do quarto do bebê.

Prós e contras:

Existe um dilema grande entre colocar ou não esta peça , em algumas regiões mais quentes ou nas proximidades de lagoas ou matas, o dossel

vai além do efeito decorativo, pois oferece proteção ao bebê contra picadas de insetos

Porém, na maioria das vezes seu uso é vetado por arlegistas e pediatras pois, o dossel juntamente com a cortina, tapetes e bichos de pelúcia

são os grandes vilões nas alergias em crianças devido a facilidade de acúmulo de pó. “Geralmente se o pai ou a mãe têm alergia a probabilidade do filho desenvolver a doença aumenta muito, neste caso é melhor não usá-lo” segundo o médico alergista Dr. Ernani Souza. Em alguns casos

mais importantes de alergia nem quadros são permitidos no ambiente, por isto é importante ter bastante cautela.

Se você recebeu o sinal verde do pediatra pelo histórico familiar do bebê, pode começar a comemorar mas ainda assim é imprescindível que escolha um tecido fácil de ser mantido limpo!

O ideal é lavá-lo de 15 em 15 dias nos primeiros meses porém, sempre observando juntamente com o pediatra se o bebê é susceptível à alguma doença respiratória de origem alérgica. Tudo continuando a correr bem o dossel poderá ser lavado uma vez por mês juntamente com a cortina..

O pediatra irá orientar os pais qual o melhor procedimento a ser adotado.

 

156865 440830306000447 2080643362 n Dossel para Berço

Coroa para dossel (compre pelo site)

 

 

 

casa cor quarto bb persiana Dossel para Berço

Gancho para dossel (compre pelo site)

 

 

trouss Dossel para Berço

Arabesco de coroa (compre pelo site)

 

 

foto ferr Dossel para Berço

Berço com dossel

 

 

C02 5368 BAIXA Dossel para Berço

Arabesco de coroa (compre pelo site)

 

 

mg 1026 Dossel para Berço

Ganho para dossel (compre pelo site)

Gabriella.rn 15 Dossel para Berço

Opção para quem não irá usar o dossel (arabesco de coroa)

 

Ondulado Deixe seu comentário

10

jun
2014

Entrevista com a arquiteta Renata Dutra

Com muito tempo trabalhando no mundo da arquitetura e decoração , temos a oportunidade de conhecer vários arquitetos que atuam brilhantemente também nos projetos de quartos de bebês e crianças.

Estes  projetos exigem uma dose extra de criatividade e sensibilidade que quando aliadas ao bom senso, bom gosto e talento têm o poder de superar qualquer expectativa.

Hoje temos o prazer de apresentar-lhes o perfil de uma arquiteta de Brasília que tem trabalhando conosco  na Era uma Casa e se destacando no cenário nacional e internacional. Experiente em mostras de referência como Casa Cor, Artefacto, Morar Mais e Armando Cerello, a arquiteta  Renata Dutra tem nos chamado atenção também pelos projetos infantis que vem assinando. Aqui no site ela  fala um pouco de si e dá toques importantes para a mamãe de primeira viagem.

Nome: Renata Dutra

Tempo de formada: 11 anos

Hobby: Viajar

EUC: Além de projetos residenciais maravilhosos que você assina, nos chamou atenção muitos projetos para quartos de bebês e crianças. Você gosta de trabalhar neste segmento? Quando foi que como começou a trabalhar nesta área?

RD:A característica principal do meu trabalho é a personalização. Procuro entender o perfil do cliente, a sua rotina, a personalidade, a história da família, assim , costumo fazer projetos bem personalizados.

Isso chama muito a atenção no segmento infantil pois gera ambientes lúdicos, cenorizados e diferenciados. No segmento infantil, tenho indicação até de alguns colegas arquitetos  que não desenvolvem projetos tão específicos para essas situações.

Comecei a ter grande volume no segmento infantil após fazer uma brinquedoteca na Casa Cor  Brasília em 2009 aonde fiz um espaço com pé direito duplo, muito lúdico, aonde cada cantinho foi especialmente pensado dentro da fantasia do universo infantil, a adesivação das paredes retratava um cenário de uma floresta, com arvores em mdf com até 4 mts de altura, uma casinha mulfuncional, uma horta de pelúcias, um palco aonde o piso era cheio de alçapões para guardar os brinquedos, além de área para home theater e vídeo game. Os móveis  foram desenhados na escala infantil, com materiais anti-alérgicos, com toda a preocupação com a ergonomia e segurança das crianças.

No ano seguinte,  Casa Cor Brasília 2010, fiz um quarto de bebê provençal,  para uma menina, bem lúdico, com iluminação descolada, um cercadinho acochoado aonde a criança poderia ficar  um pouco mais independente da mãe e aprender a engatinhar, ver tv e brincar. Foi um grande sucesso! Até hoje esse quartinho é visto nos principais blogs de decoração infantil.

Depois disso vieram vários quartinhos de criança, outras brinquedotecas, casinhas de boneca, casinhas de árvore, academias para crianças e espaços infantis em escolas. Diante do número de projetos infantis temos uma equipe no escritório que cuida apenas dessa parte.

 

MG 8436 Baixa Resolução Entrevista com a arquiteta Renata Dutra

Brinquedoteca Casa Cor

 

EUC: Com quanto tempo de gravidez que aconselha que a cliente lhe procure?

RD:Aconselho que a futura mamãe nos procure no terceiro mês de gestação, já sabendo o sexo do bebê. Em geral, marco uma primeira reunião no escritório para conhecer a família, e entender o contexto, as funcionalidades necessárias, o estilo do quarto, saber dos sonhos em relação a estética do quartinho e, após conversar e entender as expectativas, vou conhecer o local, fazer o levantamento para então iniciar o projeto. 

 Peço em torno de 15 dias úteis para apresentar o primeiro estudo e geralmente levamos  entre um mês e meio e dois meses para definir todo o projeto: iluminação, materiais, revestimentos, enxovais e decoração.

 

untitled2 Entrevista com a arquiteta Renata Dutra

Quarto bebê Casa Cor Brasília

 

3 Entrevista com a arquiteta Renata Dutra

Quarto bebê: Casa cor Brasília

 

EUC:Você sempre surpreende nos seus projetos. Em que vc se inspira? Quais são suas referências (ex:livros, viagens, arquitetos preferidos…)

RD:A inspiração é justamente a surpresa. Acredito que a função da arquitetura, seja de interiores ou exteriores, é surpreender o seu usuário. Trazer emoção a quem vivencia o espaço.

Em geral, me inspiro na arquitetura minimalista, no menos é mais, acredito que a tendência em várias áreas da vida e no mundo é ter menos coisas, e coisas mais significativas. Não gosto de nada gratuito, nem na decoração.

 EUC:O que você prioriza nos seus projetos? (ex:Luz, circulação…)

RD:Começo os projetos pela função e pela luz. A luz, para mim, é uma das melhores formas de surpreender e emocionar.

EUC:Sabemos que você sempre se orienta dentro do estilo do seu cliente, mas qual é o seu estilo? Moderno, contemporâneo, clássico, qual é o estilo da Renata Dutra?

RD:Gosto muito do conceito minimalista, racional, ter poucos materiais, poucas cores, ambientes fluidos, poucos detalhes, mas detalhes MUITO marcantes. Para compensar a frieza que ambientes assim podem gerar geralmente compenso no uso de texturas, iluminação marcante, um pouco de humor e monto cenários na decoração. Acho que é muito isso, ao projetar vou pensando em cenários que se comunicam entre si.  Gosto de escolher algo para ser a estrela do ambiente. Não gosto de colocar objetos porque estão na moda, objetos precisam se comunicar com você de alguma forma.

EUC: Você acha que existe alguma marca registrada nos seus projetos?

RD: Iluminação marcante, criação de cenários e harmonia.

EUC: existe algum detalhe de decoração que vc gostaria de fazer em algum quarto e que ainda não tenha feito? Por exemplo: um projeto de iluminação diferenciado, algum objeto de decoração que gostaria de usar … se sim, qual seria?

RD:Um quarto de bebê para mim mesma, aconchegante, com poucos detalhes porém detalhes muito especiais.

EUC: atualmente vc está trabalhando em algum projeto em especial?

RD: Estou fazendo as salas vips dos aeroportos de Brasília e Natal ; e no segmento infantil estou fazendo um quarto de bebê lindo para a apresentadora do Tv Fama, da Rede Tv, a jornalista Flávia Noronha, em São Paulo.

EUC:Como Você conheceu a Era uma Casa ? Quais produtos que você mais gosta da marca?

RD:Conheci pela internet. Sou apaixonda pelos berços e móveis em geral, considero uma empresa com grande diferencial  em relaçao a decoração e aos detalhes, adoro a delicadeza e a variedade dos quadros, dos kits de higiene e, principalmente, me identifico com a empresa por ela também personalizar os artigos para as clientes. A personalização traz a sensação pro cliente que aquilo foi especialmente feito para ela, com muito carinho.

 

IMG 8510 Entrevista com a arquiteta Renata Dutra

Projeto Renata Dutra

b Entrevista com a arquiteta Renata Dutra

Para quem quiser o contato da Renata Dutra

( 61)35517701 . (61)81111655

QI 09 / 11 Bloco L loja 04- Lago Sul

WWW.RENATADUTRA.COM.BR

 

Ondulado Deixe seu comentário

02

jun
2014

Decoração Quarto de Bebê

Postado por: Michele

Decoração Quarto de Bebê

Como projetar a decoração para o quarto do bebê? Assim que a futura mamãe recebe o resultado positivo da gravidez, após o susto, euforia, comemorações.. é comum que elas direcionem suas atenções para o lugar da casa que receberá o quartinho do filhote.

Assim como na natureza, o ninho que acolherá aquele ser tão frágil e precioso é sempre idealizado,  sonhado e arquitetado na imaginação das mamães com muito esmero, cuidado e carinho.

Neste momento é comum surgirem dúvidas, como por exemplo: por onde começar? O que é necessário e são os itens essenciais? Será que caberá tudo?

São  muitas dúvidas e vemos isto todos os dias aqui na Era uma Casa, por isso resolvemos trocar aqui algumas informações e esperamos que lhes sejam úteis!!

 

gi Decoração Quarto de Bebê

Projeto Michele Luz/ Móveis Era uma Casa

 

 

 

A escolha do cômodo ideal

  •   A primeira coisa é a escolha de onde será o quartinho do novo integrante da família. O ideal é que seja claro e arejado, sem tendência a mofo e infiltrações .A incidência de luz solar é um aspecto importante. Preferencialmente escolha um cômodo o qual receba o sol da manhã que é mais agradável,  sol da tarde que costuma esquentar  muito o ambiente.

 

  •  Após a escolha do quarto a escolha do arquiteto ou decorador é um passo muito importante! Estes   profissionais usarão de técnica para concretizar o que a mamãe sonhou. Temos uma tendência, por mais que saibamos o que queremos, de cair em tentações quando nos deparamos com tantos produtos lindos oferecidos nas lojas. Esses produtos quando levamos para casa muitas vezes não “comunicam” com o restante da decoração, quebrando toda a harmonia do conjunto e frustrando o resultado final. O arquiteto acaba “freando” estes impulsos e direcionando as compras sempre com foco no resultado! Pessoalmente acho imprescindível este profissional, mas para quem optou por fazer sozinho  a dica é: fique atento às regras de circulação ou contrate alguém somente para fazer o lay out!

 

Móveis do quarto do bebê

  • Após escolher o estilo da decoração, cores (como no post anterior), nossa dica é: escolha o quanto antes o mobiliário! Os móveis costumam ter um prazo longo para serem entregues, principalmente os móveis mais diferenciados feitos a mão.

Os moveis  industrializados, feitos em série, costumam precisar do prazo de 40 dias corridos, enquanto os manufaturados precisam de 60 a 70 dias úteis para serem entregues!! Assim com os móveis encomendados  pode ser trabalhado gesso, pintura, confecção de cortinas enxoval… sem correria e desgaste!

 

E quando o quarto é pequeno?

Os itens que compõem o quarto do bebê são: berço, cômoda, poltrona de amamentar, cama  ou sofá. Isso é o básico e o ideal, mas é muito comum que não caibam todos estes ítens no quarto.E quando isto acontece, o que fazer?

A escolha do que permanecerá no projeto é polêmica, portanto  darei minha opinião pessoal  de decoradora e mãe de dois!

  • Cômoda/trocador:  se o quarto tem armário suficiente  com gavetas, este item é o que sai da minha lista primeiro! Isto porque a vida útil dela é pequena. O bebê muito rapidamente  cresce, além disto se movimenta muito e muitas mamães  e  babás passam a ficar mais seguras  trocando os bebês na cama (eu).

 

  • Cama: item muito polêmico, muitos não fazem questão eu não abro mão! Pode ser usado como cama de babá, um lugar para receber as visitas dos mais íntimos da família, um descanso para a mamãe perto do bebê, além de apoio para  troca de fradas como disse acima. O apoio do kit higiênico pode ser em alguma mesinha lateral que neste caso poderá  ficar perto da cama

 

  • Poltrona  de amamentar: Item que não aconselho que saia do projeto. O conforto da mãe para alimentar o bebê é inquestionável! Para amamentar preferencialmente durante os 6 meses, pede-se um lugar confortável e calmo. Quando não cabe no quarto já ví mamães a levarem para o quarto do casal, onde ela poderá ter privacidade também.

Dica: Escolha uma cadeira bem bonita de estilo, no futuro ela poderá ocupar outro lugar da casa como o quarto do casal ou sala de estar

 

Fiquem atentos às proximas dicas de decoração da Era uma Casa!

bjos

20130923131032100481u Decoração Quarto de Bebê

Projeto Flávia Zambelli/ móveis Era uma Casa

d2ef5d3a37251d5eefe40e19369fa634 Decoração Quarto de Bebê

Projeto Renata Dutra/ Móveis Era uma Casa

 

Ondulado Deixe seu comentário

22

mai
2014

Dicas de decoração

Quais Cores Devem Ser Usadas Nos Quartos De Bebês?

Sempre as mamães nos perguntam aqui na ERA UMA CASA sobre quais cores devem ser  usadas nos quartos dos bebês, quais tons são mais adequados e os que não são indicados. Diante de tantas dúvidas  resolvi fazer um post oferecendo a minha opinião pessoal de designer além de algumas referências e estudos sobre o assunto.

A primeira e a mais importante  regra é que na decoração não existe regra! Não existe certo ou errado, obviamente isto não inclui questões técnicas como : ergonomia, regras de circulação e insolação do ambiente . Me refiro nesta afirmação a gosto pessoal e estilo de vida e nem precisamos lembrar  o quão isto pode ser diversificado.

Porém, quando falamos em cores, existem vários estudos que confirmam como elas interferem diretamente no nosso humor, comportamento, sono, relações familiares, energia e até na saúde, acreditem!

Tons como amarelo, laranja, vermelho, apesar de serem alegres e sempre  relacionarmos alegria à crianças, são  cores que devem ser evitadas nos quartos pois excitam, ativam a fome e estimulam bebês mais agitados, atrapalhando o sono e consequentemente o desenvolvimentoos  dos pequenos.

Cores quentes como estas, preferencialmente devem ser usadas em lugares onde os bebês irão brincar ou onde serão mais estimulados,  como por exemplo:  quarto de brincar ou no parquinho.

Outras cores como Lilás e violeta, são constantemente relacionadas à espiritualidade, introspecção, meditação …são cores que podem ser usadas  nos quartos, porém em tons pastéis. Em tons vibrantes, estas cores, segundo estudos de cromoterapia, podem causar melancolia e depressão .

Depois de muitas experiências, conclui-se que a super estimulação com cores fortes, excesso de informação visual podem interferir na concentração dos bebês e causar fadiga. Em contrapartida ambientes acromáticos (sem cor) também são desconfortáveis.

Quartos para bebês pedem cores de tons pastel: bege, creme, rosa claro, verde claro, amarelo e azul claros.

O Branco, é a cor mais preferida pelas mamães aqui da Era uma Casa, representa a  a soma das cores. Transmite a paz, a pureza, limpeza, estabilidade, luminosidade, simplicidade.

Pode ser usada tanto como cor predominante  com toques de bege, azul, rosa ou como equilíbrio com outras cores quando estas forem as predominantes.

Estudo sobre as cores é algo bem abrangente e fascinante. Nos limitamos aqui a dividir informações básicas e relevantes para um primeiro estudo para quando inicia-se um projeto de decoração. Para quem se interessar aprofundar mais sobre assunto indico estes sites! http://www.significados.com.br/cromoterapia/  http://www.personare.com.br/cromoterapia http://ofengshui.com.br/

Espero que tenham gostado desta dica, em breve postaremos outras !

bjos

 

MariCamargosFotografiaInfantil 20122 Quais Cores Devem Ser Usadas Nos Quartos De Bebês?

Quadros e berço da Era uma Casa

IMG 0090 Quais Cores Devem Ser Usadas Nos Quartos De Bebês?

Quadros e berço da Era uma Casa

C02 5435 BAIXA Quais Cores Devem Ser Usadas Nos Quartos De Bebês?

Móbiliário, quadro, dossel de coroa da Era uma Casa

C02 5368 BAIXA Quais Cores Devem Ser Usadas Nos Quartos De Bebês?

gi Quais Cores Devem Ser Usadas Nos Quartos De Bebês?

Mobiliário, lustres, quadros e adornos Era uma casa

casa cor 2012 Quais Cores Devem Ser Usadas Nos Quartos De Bebês?

Mobiliário, espelho e adornos Era uma Casa

Gabriella.rn 15 Quais Cores Devem Ser Usadas Nos Quartos De Bebês?

Mobiliário, arabesco de coroa e adornos Era uma Casa

 

 

Ondulado Deixe seu comentário